Resenha A Extraordinária Garota Chamada Estrela -Jerry Spinelli

Resenha A Extraordinária Garota Chamada Estrela -Jerry Spinelli

Neste artigo você lerá a resenha A Extraordinária Garota Chamada Estrela, do autor Jerry Spinelli. O livro foi publicado pela primeira vez em 2000, ganhando vários prêmios. No entanto, aqui no Brasil foi lançado somente em 2014 pela editora Gutenberg.

A premissa da história é de uma aluna nova que chega na escola de uma cidade pequena chamada Mica, localizada no Arizona, onde nada diferente acontecia. Além disso, todos os alunos pareciam se comportar e se vestir da mesma maneira, quase nenhum se destacava.

Por isso, quando Estrela Caraway aparece ela vira o centro das atenções. Não somente por ser uma novidade, mas também pelo seu estilo de roupas, nome incomum e seu jeito peculiar.

Normalmente, no nosso primeiro dia de aula em uma escola nova ficamos um pouco tímidos por não conhecermos ninguém. Entretanto, esse não foi o caso de Estrela. Desde o começo percebemos que ela é uma menina excepcional e é muito bom quando lemos uma história em que a personagem principal não é convencional.

O livro me fez lembrar muito de Quem é você, Alasca?, do John Green e do livro Extraordinário, de R. J. Palacio.

A história, apesar de parecer um pouco infantil no começo, foi uma ótima leitura, porque faz a gente refletir sobre diversas coisas. Então, vamos à resenha!

Resenha A Extraordinária Garota Chamada Estrela

O livro é narrado por Leo Borlock, um menino da Pensilvânia que se muda para o Arizona aos 12 anos. Como lembrança, seu tio lhe dá uma gravata com estampa de porco-espinho, que o garoto adorava. Sendo assim, ele afirma que de ali em diante começaria uma coleção de gravatas de porco-espinho. No entanto, não contava que seria muito difícil de encontrá-las.

Contudo, no seu aniversário de 14 anos ele recebe um presente de uma pessoa anônima e lá estava uma nova gravata para completar sua coleção, mas ele não descobriu quem tinha lhe dado.

E, então, dois anos depois, ele conhece Estrela, uma aluna nova que se veste com roupas bem coloridas. Como se já não bastasse isso, na hora do recreio ela levanta de sua mesa, tira seu ukulelê da bolsa e começa a cantar parabéns para você para um aluno. Todos começam a se perguntar como ela, a novata, sabia o nome e a data de aniversário daquele garoto. Entretanto, mesmo achando estranho, todos bateram palmas para o aniversariante.

A partir daquele dia essas cenas se tornaram rotina. Além de cantar no refeitório, Estrela também distribuía biscoitos e cartões para todos os alunos em datas especiais. Por essa razão, os alunos começaram a achar que ela era não era uma pessoa real e sim uma atriz contratada pela direção da escola, como um experimento social.

Apesar de acharem diferente, não conseguiam achar uma palavra exata para rotulá-la, já que ela não era apenas uma coisa só, era várias. No entanto, ela começou a se tornar popular na escola, todos gostavam dela. A única que não havia se rendido aos seus encantos era Hillari Kimble, já que Estrela apagou seus holofotes, pois antes ela era a menina mais popular de lá.

Estrela
Créditos: Shepherd Express

Líder de Torcida

Certo dia, Estrela vai assistir ao jogo do time do colégio. A equipe de futebol nunca ganhava nenhum jogo e quase ninguém estava presente na arquibancada. Mas nesse dia, Estrela foi e fez uma participação com a banda desafinada da escola. E, assim, a escola se animou e começou a torcer. Foi a primeira vez em anos que o time ganhou um jogo.

Então, Hillari se obrigou a chamar Estrela para a equipe de torcida. Por essa razão, a arquibancada começou a se encher, pois todos queriam ver a menina, muito mais do que os jogadores. No entanto, Estrela fazia basicamente o mesmo que as outras torcedoras, mas mesmo assim ela se destacava.

Após isso, os estudantes de Mica começaram a se vestir um pouco diferente, alguns pintaram o cabelo, outros pintaram as unhas. Pequenas mudanças que faziam a diferença.

Entretanto, algo começou a incomodar os alunos do colégio Mica, pois Estrela não apenas torcia para o time da sua escola, mas também pelos outros e ninguém entendia. Até que um dia, ela ajuda um menino ferido do outro time, essa foi a gota d’água, já que essa atitude foi considerada como traição pelos outros alunos.

A partir daí as coisas começaram a desandar para Estrela. Ela começou a receber vaias e um tratamento mais ríspido comparado ao das semanas anteriores. Contudo, ela parecia não notar ou se notava isso não a abalava.

Senhor Estrela

Apesar desses acontecimentos, Leo se aproximou de Estrela. Os dois viraram grandes amigos e acabaram tendo um relacionamento. No entanto, os outros alunos começaram a aplicar o voto de silêncio em Estrela, ninguém falava com ela, fingiam que a menina não existia e o mesmo começou a acontecer com Leo.

Dessa forma, o menino começou a se perguntar se ele deveria continuar com Estrela ou escolher seus amigos, porque o que ele mais queria era ser aceito. Sendo assim, Estrela acaba deixando de ser quem ela é por um tempo para poder se encaixar na escola, inclusive preferindo se chamar Susan, seu nome de batismo, mas mesmo assim não dá certo, os alunos não a perdoam.

Não contarei o final do livro, mas o desfecho é bem interessante e a mensagem que fica é para nunca deixarmos de ser nós mesmos para nos encaixarmos na sociedade, já que isso não nos fará feliz. E quando encontrarmos pessoas-estrela não a deixarmos ir embora, pois elas são raras!

O livro ainda possui uma continuação chamada Com amor, a garota chamada Estrela.

Filme
Créditos: Disney Plus

A Extraordinária Garota Chamada Estrela – Filme

O livro de Jerry Spinelli ganhou uma adaptação ano passado que está disponível na plataforma Disney Plus. O filme é protagonizado pela Grace VanderWall, você deve lembrar dela como uma garotinha que ficou famosa por participar do programa America’s Got Talent.

Tenho que confessar que essa adaptação me decepcionou um pouco. Nós, leitores, sempre esperamos fidelidade de um filme inspirado em algum livro e sabemos que isso é impossível, mas mesmo com algumas mudanças alguns filmes ainda nos agradam. No entanto, para mim, esse não foi o caso de A Extraordinária Garota Chamada Estrela.

Mudaram muitas coisas, como, por exemplo, os dois protagonistas não terem pais, somente mães e os dois estarem na mesma série, mas na verdade Estrela é um ano mais nova que Leo no original. Outra mudança foi as apresentações de Estrela como líder de torcida que eram verdadeiros shows, o que não acontecia no livro.

Eu entendo que é preciso cortar algumas coisas do livro numa adaptação, mas me incomodaram diversas mudanças, além das coisas acontecerem muito rápido. A maioria dos acontecimentos já se passam no primeiro dia de aula. Por essa razão, algumas coisas ficaram um pouco incoerentes.

Outro fato bastante decepcionante é Estrela ser um pouco tímida e insegura no filme, porém, no livro ela era super confiante em ser quem era. Talvez o que prejudicou foi não escolherem uma atriz com mais experiência para o papel, porque Grace não convenceu muitas vezes em cena. Não sou crítica de cinema, mas essa foi a impressão que eu tive. Mesmo assim eu recomendo vocês assistirem ao filme.

O que achou da nossa Resenha A Garota Chamada Estrela? Deixe seu comentário e aproveite para ler a resenha de Extraordinário.

Para comprar o livro

Compre o livro: https://amzn.to/2QdZwul

Assine o Kindle Unlimited, a Netflix dos livros e ganhe um mês grátis: https://amzn.to/3tyvnUS

Assine o Amazon Prime com um mês gratuito e não pague frete nas suas compras: https://amzn.to/3twk5R9

Vitoria Azevedo

Vitoria Azevedo

Sou formada em Letras-Espanhol e minha paixão pela leitura vem desde criança. Meus livros favoritos são de fantasia, romance de época e ficção científica. Siga meu instagram literário: @desveloliterario

9 comentários sobre “Resenha A Extraordinária Garota Chamada Estrela -Jerry Spinelli

  1. Eu já li o livro e gostei dmss. Dps de ler sua resenha deu até vontade de reler. A mensagem “é para nunca deixarmos de ser nós mesmos para nos encaixarmos na sociedade, já que isso não nos fará feliz” na sua resenha me marcou de um jeito– amei. Estou louca para comprar a continuação desse livro: “Com amor, a garota chamada Estrela”

  2. Ameeeeeei o enredo. Primeiro porque a pp já saí do rótulo convencionais das novinhas, por causa da narrativa diferente e a mensagem que o livro traz. Queria saber onde vocês acham essesflivros desconhecidos e bons assim haha Já anotei aqui na minha listinha e com certeza irei ler

  3. Confesso que nem o livro nem o filme me deu vontade, parece mais do mesmo clichê adolescente, mas sem nada a agregar, pelo menos pra mim.

  4. O livro aparenta ser bem interessante. Nunca assistir o filme também, não entendo pq quando vão fazer adaptaçoes fazem mudanças tão drásticas.

    1. Eu automaticamente já gostei de Estrela. Se tem uma coisa que eu acho chata é todo mundo igual, pois a diversidade é o que torna tudo mais interessante. Me lembro dos meus tempos de escola onde era sempre conhecido como o nerd que gostava de ler, jogar e de assistir animes. Nunca me abalei, já que estava fazendo o que gostava e tinha belos amigos também.
      Vou ler com certeza, mas a adaptação eu não fiquei muito animado não kkkk.

      IG : @jordy.medeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *