Uso de hífen: Nova Ortografia, Regras e Exemplos

Uso de hífen: Nova Ortografia, Regras e Exemplos

O novo uso de hífen tem algumas diferenças do antigo acordo e, por isso, confunde muitas pessoas. Portanto, descubra a seguir quando usar esse sinal e quais as regras que o novo acordo define. Confira as informações que o Escritora de Sucesso preparou para seu conhecimento!

Quando uso hífen?

Esse sinal de pontuação aparece em vários momentos da escrita. Então, pode-se dizer que ele tem quatro funções básicas:

  • Separar sílabas de palavras em mais de uma linha (translineação);
  • Marcar a colocação pronominal (faça-me);
  • Separar termos dos dias da semana (segunda-feira, terça-feira);
  • Fazer a separação de palavras compostas.

O último caso é o que o Novo Acordo Ortográfico definiu as regras de uso do hífen e a acentuação de outras palavras. Portanto, a seguir, conheça as principais regras para esse sinal.

1. Uso de hífen após prefixos

Depois dos prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pró, pré, pós e recém o hífen é obrigatório. Por exemplo:

  • Sem-teto;
  • Ex-namorado;
  • Recém-casado;
  • Pós-graduado;
  • Aquém-oceano;
  • Pré-vestibular;
  • Além-mar.

2. Encontro de vogais iguais

Quando o prefixo termina com vogal igual à da palavra seguinte, o uso de hífen entre palavras também é obrigatório. Por exemplo:

  • Micro-organismos;
  • Anti-inflamatório;
  • Contra-ataque;
  • Extra-alcance;
  • Sobre-exaltar;
  • Micro-ondas;
  • Pré-escola.

Veja também: Uso de vírgula: Antes do E, Regras e Exercícios

Considerações sobre o uso de hífen

Prefixos como co, re e pro não separam as palavras que começam com a mesma vogal, eles sempre devem aparecer juntos. Por exemplo:

  • Coordenador;
  • Reescrever;
  • Cooperação;
  • Reeditar;
  • Coautor;
  • Proativo.

Palavra com H depois de prefixo

O uso de hífen também deve aparecer quando houver palavras que comecem com a letra H após o prefixo. Então, veja exemplos:

  • Anti-higiênico;
  • Extra-humano;
  • Super-homem;
  • Bem-humorado;
  • Mal-humorado.
Quando uso hífen?
Quando uso hífen? – Imagem: Visual Hunt

Encontro de consoantes iguais

Seguindo a mesma lógica das vogais, as consoantes iguais também são separadas pelo uso do hífen no novo acordo. Portanto, veja exemplos:

  • Super-resistente;
  • Inter-racial;
  • Sub-base;
  • Hiper-realista.

Uso de hífen com consoantes diferentes

Fora esse caso, as consoantes diferentes devem ficar juntas sem a pontuação. Por exemplo:

  • Hipermercado;
  • Internacional;
  • Supervalorizado.

Entre palavras compostas com unidade de sentido

O uso de hífen, segundo o acordo, também deve separar palavras compostas por justaposição que apresentam uma unidade de sentido. Então, observe que os termos abaixo significam coisas diferentes caso estejam separados:

  • Arco-íris;
  • Sexta-feira;
  • Guarda-chuva;
  • Pão-duro;
  • Mesa-redonda;
  • Cachorro-quente;
  • Bate-boca.

Uso de hífen entre termos que indicam lugar geográfico

Os topônimos compostos também devem usar o sinal de pontuação para separar os termos. Por exemplo:

  • Sul-americano;
  • Norte-americano;
  • Porto-alegrense;
  • Belo-horizontino;
  • Sul-coreano.

Entre termos que indicam espécies

O hífen também deve estar entre palavras que indicam as espécies tanto de animais quanto de plantas. Portanto, o correto é:

  • Couve-flor;
  • Beija-flor;
  • Pimenta-do-reino;
  • Bem-te-vi;
  • Vitória-régia.

Uso de hífen no encontro de consoantes e vogais

Quando um prefixo ou a primeira palavra terminar em vogal e o termo seguinte começar com uma consoante, não se deve usar hífen. Por exemplo:

  • Automóvel;
  • Seminovo;
  • Ultramoderno;
  • Antipatia.

Entre vogais diferentes não se usa hífen

Para os termos que terminam com vogal e o seguinte começa com vogal não se deve usar o hífen. Portanto:

  • Autoescola;
  • Infraestrutura;
  • Semianalfabeto;
  • Preâmbulo;
  • Antialérgico.

Prefixo termina em vogal e palavra com R ou S no início

Quando o primeiro termo termina com uma vogal e o seguinte começa com r ou s, deve-se duplicar essas consoantes e não usar hífen. Por exemplo:

  • Minissaia;
  • Antissocial;
  • Contrarregra;
  • Autorretrato.

Prefixo termina em consoante e palavra começa com vogal

Caso o primeiro termo termine em consoante e o seguinte comece com uma vogal, deve-se unir os dois e não usar hífen. Por exemplo:

  • Superinteressante;
  • Hiperativo;
  • Subatômico;
  • Interestadual.

Pratique o uso de hífen no texto

Agora você já conhece as regras principais de uso de hífen, portanto, aplique nos seus textos, mesmo nos mais informais, para memorizar. Afinal, com o uso no dia a dia, é mais fácil fazer isso e acertar nas suas produções textuais e provas.

Veja também: Por que junto ou separado: Quando usar e aplicação em frases

Michele Azevedo

Michele Azevedo

Idealizadora do Escritora de Sucesso, formada em Letras - Português/ Inglês, busca expandir o conhecimento de todos com informações relevantes sobre empreendedorismo digital, ideias de negócios, dicas de português e redação.Contato - Michele Azevedo Redação (42) 999479661

Um comentário em “Uso de hífen: Nova Ortografia, Regras e Exemplos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.