Resumo do livro Memórias de Um Sargento de Milícias ─ Por capítulo

Resumo do livro Memórias de Um Sargento de Milícias ─ Por capítulo

O resumo do livro Memórias de um Sargento de Milícias demonstra o jeitinho brasileiro de maneira bem-humorada. Neste post do Escritora de Sucesso, você vai conhecer a história do livro “Memórias de um Sargento de Milícias”, entender os motivos para ler a obra e qual é a crítica presente na história.

Resumo do livro Memórias de um Sargento de Milícias

Manuel Antônio de Almeida fala sobre o jeitinho brasileiro da perspectiva do povo. Para isso, ele narra a história da vida de Leonardinho, um vadio que apronta muitas peripécias ao longo de sua vida. Além disso, o autor mostra a vida dos trabalhadores, como é o exemplo da história do Toma-Largura (costureiro real).

Por que ler Memórias de um Sargento de Milícias?

A história de Memórias de um Sargento de Milícias acontece no Rio de Janeiro à época do Brasil Joanino, começando em 1808. Com um tom divertido, a narrativa expõe o contexto histórico e como acontecia o jeitinho brasileiro – como você vai descobrir na leitura do tópico abaixo.

Além disso, Manuel Antônio de Almeida é o primeiro escritor que fala sobre tipos populares na cultura brasileira. Ele conta a história a partir da perspectiva dos trabalhadores, como é observado pelas casas e ocupações dos personagens.

De acordo com o crítico literário Alfredo Bosi em seu livro “História Concisa da Literatura Brasileira”, a leitura desta obra nos leva a conhecer a vida das famílias populares no Brasil Joanino. Dessa forma, conhecemos a vida das famílias humildes no meio urbano em período de transição entre a colônia e o industrial-burguês.

Veja também: Resumo do livro Éramos Seis ─ Contexto histórico, Conflito e Questões

Qual a crítica de Memórias de um Sargento de Milícias?

Resumo do livro Memórias de um Sargento de Milícias
Resumo do livro Memórias de um Sargento de Milícias – Imagem: Reprodução – Livro

A crítica social realizada no livro está presente na construção da trama, a qual é diferente do que está sendo publicado na época. Além disso, podemos perceber que os personagens retratados fazem parte da classe trabalhadora, a qual não costumava ser retratada.

No desenvolvimento da trama, o autor escreve com uma linguagem coloquial e retrata o protagonista (Leonardinho) como um anti-herói, o qual quebra as expectativas dos leitores na época, mas consegue resolver todos os seus problemas com sua esperteza e malandragem.

Com bom humor, o autor critica o jeitinho brasileiro de Leonardinho e acaba falando sobre todos os malandros de nosso país.

O que acontece no livro Memórias de um Sargento de Milícias?

Em um navio vindo de Portugal para o Brasil, o meirinho Leonardo Pataca encontra Maria da Hortaliça. O encontro foi conflituoso: ele está caminhando pelo navio e acaba pisando no pé de Maria, a qual revidou com um beliscão no dorso da mão dele. Com isso, eles começam um romance.

Sete meses depois, nasce o filho do casal: Leonardinho. O bebê nasce com muita saúde e bem desenvolvido. Leonardinho será uma criança bagunceira que vai aprontar muitas peripécias. Aos sete anos, o pai expulsa o menino de casa após descobrir uma traição da mãe.

Leonardinho vai morar com seus padrinhos, sendo criado por Barbeiro e Comadre. O Barbeiro é uma pessoa com estabilidade financeira, porque possui um baú de riquezas consigo. Ele conseguiu esse tesouro através de um comandante de um navio, no qual foi preparar sangrias para curar os doentes. Na verdade, ele ficou responsável por entregar o baú para a esposa do comandante, no entanto, ele acabou tomando as riquezas para si.

Ao longo da sua infância e adolescência, Leonardinho vai demonstrando sua personalidade travessa. Ele torna-se coroinha na igreja da cidade e, em determinada situação, queima uma vizinha com uma vela. Na escola, ele apenas apanha com os castigos aplicados pelas professoras com a palmatória.

A adolescência de Leonardinho

Durante a adolescência, Leonardinho frequenta a casa de Dona Maria, a qual tem uma entediada chamada Luizinha. Ela torna-se o primeiro amor de Leonardinho, mas ele acaba sendo desprezado por ela. Com o coração partido, ele decide continuar aprontando por aí.

Enquanto isso, Leonardo Pataca e Maria de Hortaliça se separam. A mãe de Leonardinho foge com um capitão e volta para Portugal, já Pataca envolve-se com uma cigana. Entretanto, a cigana também tem um caso com o padre da cidade.

Para vingar-se do padre, Leonardo Pataca conta para Major Vidigal – autoridade responsável pela ordem no Rio de Janeiro – sobre uma festa que está acontecendo na casa da cigana. Com isso, o padre é encontrado apenas com cuecas e meias e é preso por vadiagem. Com êxito, Pacata é vingado ao revelar o caso entre a cigana e o padre.

O Barbeiro morre. Com isso, o protagonista tenta voltar para a casa do pai. Mas, não consegue porque entra em atrito com a nova esposa do pai: a filha da Comadre. Procurando uma nova casa, ele encontra uma casa de mulheres solteiras. Além disso, ele também encontra o seu segundo amor: Vidinha. Com ela, ele vive um caso.

A vida adulta de Leonardinho

Nesta nova fase, ele procura um emprego e vai trabalhar na dispensa do rei. No novo local de trabalho, acaba se envolvendo com a mulher do toma-largura (costureiro real) e é demitido por isso. Sem companheira e sem emprego, Leonardinho ainda será preso pelo Major Vidigal por arruaça, preguiça e vadiagem.

Dessa forma, Leonardinho torna-se soldado como medida disciplinar. Mesmo como soldado, ele continua aprontando. Em um determinado dia, o Major vai realizar uma batida policial e coloca Leonardinho para averiguar o que está acontecendo no local. Entretanto, ele mais atrapalha do que ajuda: no local, encontra alguns amigos e avisa-os da batida policial. Com isso, todos os “vadios” vão embora e o protagonista vai preso ao ser descoberto pelo Major.

A Comadre pede ajuda para Maria Regalada, a qual tem um caso com o Major. Ela consegue libertar o protagonista ao fazer um acordo com o Major: ir morar com ele. Além disso, o Major Vidigal promove Leonardinho à sargento.

Como sargento, Leonardinho encontra Luizinha. Ela é viúva de João Manuel. Com isso, eles se reaproximam. Mas, o sargento dos brigadeiros não pode casar. Por isso, Leonardinho conversa com o Major e torna-se um sargento de milícias. Dessa forma, ele casa com seu primeiro amor e vive feliz com ela até o dia da sua morte.

Veja também: Resumo do livro O Triste Fim de Policarpo Quaresma ─ Análise por capítulo

Michele Azevedo

Michele Azevedo

Idealizadora do Escritora de Sucesso, formada em Letras - Português/ Inglês, busca expandir o conhecimento de todos com informações relevantes sobre empreendedorismo digital, ideias de negócios, dicas de português e redação.Contato - Michele Azevedo Redação (42) 999479661

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.